top of page

Finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2023

 

Há muitas maneiras de buscar a morte. O amor pode ser uma delas.

  

"Para onde atrai o azul" é um romance sobre as contradições dos relacionamentos amorosos e dos laços familiares.

O livro descreve a paixão entre um professor de literatura, Heitor, e sua aluna Heloise, e como a relação avança para armadilhas psicológicas, intelectuais e emocionais. 

Denso e experimental, estruturado em capítulos fragmentados, o romance narra acontecimentos violentos de forma lírica. A história é dividida em duas partes, “Mãe” e “Fabíola” – melhor amiga de Heloise. É o relato da protagonista sobre seu relacionamento, endereçado a essas duas figuras femininas, que serve de fio condutor para a personagem reflitir sobre temáticas como abuso, beleza e ideação suicida.

 

A menina tentava tocar o piano, a obstinação em conciliar as mãos, a falha. Também essa menina com os joelhos dobrados, os joelhos felizes, porque dobrados junto aos joelhos da mãe no asfalto para abrir e fechar a banca de jornais, às margens do riozinho de chorume que corria do lixo da padaria ao lado. A menina com a sua primeira cárie e sua primeira dor.

 

Ela cresce e não sabe parar de querer morrer. Pondera as formas sempre tão ineficazes de partir, deixar a vida, prelúdio desta nova tentativa: afogar-se num homem. Heitor, o professor narcisista, infla a aluna do júbilo de ser a escolhida, suspensa na rede de seu interesse. O homem assume a direção do veículo para agilizar a baliza impecável: assume a direção de tudo. O namorado erudito ao mesmo tempo idolatra e rejeita a boneca que seu engenho perverso trata de apequenar, sua flor. Não vou morar dentro de um vaso na sua sala.

Jessica nos conduz habilidosa com seu dedilhado, tem de tocar nessa ordem sempre, variações que, a cada encontro do casal, lançam os leitores para o que pode haver de mais hostil na paixão. Não somos essa mãe nem essa amiga a quem a moça relata seu eclipse, queremos ter a voz e as palavras para resgatá-la. Depois é nossa a dor de perceber que já fomos em alguma medida a narradora e não havia palavras que nos libertassem dos nossos piores amores.

Jessica nos leva por um entrelaçado de memórias antigas e recentes, unidas pelas palavras em comum, os joelhos dobrados, a primeira dor, o gosto azedo do remédio. O peso das coisas mais frugais, uma tarde num restaurante, a compra de um presente. Somos testemunhas de cada detalhe, quase felizes, como às vezes sentimos as pessoas tristes.

Para onde atrai o azul é a anatomia delicada de um relacionamento abusivo. Acompanhar esse martírio tão lindamente narrado é o nosso privilégio. Emergimos do mergulho nessa relação insidiosa muito encantados e, certamente, vigilantes. Vamos repetir na literatura, sempre e sempre, o que não queremos nunca mais em nossas vidas.

Mariana Salomão Carrara

 

 

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Editora: Quelônio
ISBN: 978-65-87790-33-6
Altura: 21 cm | Largura: 14,5 cm 
Número de páginas: 184

Para onde atrai o azul - Jessica Cardin finalista do Prêmio São Paulo

R$ 53,00Preço
  • PAC correios já incluso no preço.

  • Em caso de arrependimento, se devolvido com a embalagem plástica em até 7 dias úteis, será feita a devolução do valor via PIX, exceto custo de envio.

bottom of page